Os 10 subgéneros do Horror

Fotografia de Eva Senín Pernas
Hoje falaremos do género literário dedicado ao Horror.

Originalmente, consideramos como pertencendo ao género Horror uma história que é contada com o objetivo de, deliberadamente, assustar a audiência através de mecanismos de suspense, violência ou choque. Mais tarde, já no século XIX, o autor H.P Lovecraft vai revolucionar este género dividindo-o inicialmente em 2 subgéneros:

  • Sobrenatural - Quando são histórias que violam as leis da natureza e vão buscar alguns elementos do universo fantástico (e aqui pode haver uma sobreposição com o subgénero da fantasia negra que por vezes é difícil de distinguir).
  • Mundano - Quando são histórias que não contém nenhum elemento sobrenatural, nem fantástico.
Por sua vez, a acrescentar a estes,  dentro do género do Horror ainda podemos identificar os seguintes 8 subgéneros:

  • Histórias de fantasmas: Quando são histórias sobre a interferência do espírito dos mortos no reino dos vivos; 
  • Monstros: Quando são histórias sobre monstros ou criaturas mutantes que aterrorizam as pessoas. O melhor exemplo deste subgénero é a novela "Frankenstein" da autora Mary Shelley; 
  • Monstros gigantes: Quando são histórias sobre monstros gigantes que destroem tudo e mais alguma coisa, tipo Godzilla.
  • Ficção sobre Lobisomens: Tal como o nome indica, são histórias que contém humanos capazes de se transformar em lobisomens;
  • Ficção sobre Vampiros: Também como o nome indica, são histórias que contém cadáveres reanimados que se alimentam do sangue dos vivos e são baseados em mitos e folclore Europeu. O melhor exemplo deste tipo de literatura - quer queiram, quer não - é o Drácula de Bram Stoker;
  • Histórias sobre o oculto: São todas as histórias contadas sobre os adversários do Bem, enquanto expressão religiosa ou filosófica. Portanto, tudo o que são histórias sobre demónios, possessões, o mal, o anticristo, bruxas malvadas e afins, vem tudo para dentro deste subgénero. Estas historias pressupõem sempre a existência de uma divindade que representa o Bem e que se opõe às forças do mal;
  • Slasher: São todas as histórias sobre assassinos psicopatas que matam indiscriminadamente, de preferência com lâminas ou qualquer outro tipo de objeto cortante, sendo que as vítimas morrem sempre num banho de sangue; 
  • Horror de sobrevivência: São sempre histórias onde o protagonista é colocado numa situação de sobrevivência. Aqui entram também as histórias sobre o apocalipse zombie.
Finalmente, como é que eu distingo a Fantasia negra do Horror sobrenatural? De facto não é fácil porque a linha é mesmo muito ténue mas, se a história contém estes elementos do universo fantástico e é contada com o objetivo de ser assustadora, então considero-a como Horror sobrenatural. Quando o objetivo não é assustar, então é Fantasia negra. Por isso, na minha opinião, livros do género da Saga Crepúsculo e afins, são Fantasia negra.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os sete pilares da sabedoria ( T.E. Lawrence) - versão PDF