Bestiário do Fantástico - Banshee

ilustração por Rebecca Roske


O termo tem origem no irlandês arcaico "Ben Síde", sendo que no irlandês moderno "Bean sídhe" ou "bean sí", significa algo como "fada mulher" (onde Bean significa mulher, e Sidhe, é a forma possessiva de fada). Os Sídh são entidades oriundas das divindades pré-cristãs gaélicas e podemos encontrar algumas semelhanças entre a Banshee e a Moura encantada portuguesa e galega.

As banshee provêm da família das fadas, e é a forma mais obscura delas. Quando alguém avistava uma Banshee sabia que seu fim estava próximo: os dias restantes de sua vida podiam ser contados pelos gritos da Banshee: cada grito era um dia de vida e, se apenas um grito fosse ouvido, naquela mesma noite estaria morto.




Tradicionalmente, quando uma pessoa de uma aldeia irlandesa morria, uma mulher era designada para chorar no funeral. Em português usamos a palavra carpideira. No entanto, as banshees só podiam lamentar para as cinco maiores famílias irlandesas e uma fada era sempre responsável por cada família. Essas mulheres-fadas apareceriam sempre após a morte para chorar no funeral. Conta a lenda que sempre que um membro de uma dessas famílias morria longe de sua terra, o gemido da Banshee seria o primeiro aviso da morte.

 
Também se diz que essas mulheres, seriam fantasmas, talvez o espírito de uma mulher assassinada ou uma mulher que morreu ao nascer. Na Irlanda acredita-se que aqueles que possuem o dom da música e do canto, são protegidos pelos espíritos; um, o Espírito da Vida, que é a profecia, cujas pessoas são chamadas "fey" e têm o dom da Visão; o outro, o Espírito da Maldição que revela os segredos da má sorte e da morte e para essa trágica mensageira o nome é Banshee.

Sejam quais forem suas origens, as banshees aparecem principalmente sob um dos três disfarces: uma jovem, uma mulher ou uma pessoa esfarrapada. Isso representa o aspecto tríplice da deusa Celta da guerra e da morte, chamada Morrigan. Esta, usa normalmente uma capa com capuz cinza, ou uma roupa esvoaçante ou uma mortalha. Também pode surgir como uma lavadeira, e é vista lavando roupas sujas de sangue daqueles que irão morrer. Nesse disfarce ela é conhecida como bean-nighe (a lavadeira). Segundo a mitologia celta, também pode aparecer em forma de uma jovem e bela mulher, ou mesmo de uma velha repugnante. Qualquer que seja a forma, porém, sua face é sempre muito pálida como a morte, e seus cabelos por vezes são negros como a noite ou ruivos como o sol.

O gemido da Banshee é um som especialmente triste que parece o som melancólico do uivo do vento e tem o tom da voz humana além de ser audível a grande distância.

Existem inúmeros registos de diversas banshees humanas ou profetizas que atendiam às grandes casas da Irlanda e às cortes dos reis locais. Em algumas partes de Leinster, referem-se a elas como bean chaointe (carpideira) cujo lamento podia ser tão agudo que quebrava os vidros.

A banshee pertence exclusivamente ao povo Celta. Ela jamais será ouvida a anunciar a morte de qualquer membro de outras etnias que compõem a população irlandesa.

 A banshee também pode aparecer de várias outras formas, como um corvo, um arminho, uma lebre ou uma doninha – animais associados, na Irlanda à bruxaria.

 Seus traços mais característicos são seus olhos, que se tornaram cor de fogo após séculos de choro e lamento pelas pessoas que tanto amaram em suas vidas terrenas. Descritos comumente como mulheres altas, esqueléticas, de cabelos brancos escorridos, usam geralmente um vestido verde coberto por um manto cinzento, com capuz. Às vezes, porém, podem aparecer na forma de uma mulher pequena e velha, ou de uma jovem belíssima, de cabelos dourados ou negros e de roupa vermelha.

Também existem banshees do sexo masculino. Estes são caracterizados por uma rara beleza, delicados e corpo magro. Cabelos louro castanho , na altura dos ombros com caracóis nas pontas. Tem olhos verdes com uma leve camada amarelo castanho por dentro que representam toda a sua delicadeza. Olhos são contornados por uma forte linha preta.

Banshees masculinos tem tendência a se apaixonar por outras banshees de pele pálida,magras e cabelos negros ou castanhos. As habilidades dos banshees masculinos podem se manifestar aos 13 anos.No início sabe-se que eles podem "pressentir assassinatos" e inconsequentemente vão até o local. Tem um grito agudo que pode ser ouvido por qualquer pessoa e podem escutar sons produzidos por maus espíritos até saber sua determinada localização.
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os sete pilares da sabedoria ( T.E. Lawrence) - versão PDF