Inversão de marcha da HQN

Clicar aqui para ir para o Post
Estava eu a pôr-me a par das novidades matinais quando eis, senão, que... me deparo com um post, aqui no blogue vizinho Algodão Doce para o Cérebro, sobre o adiamento do lançamento do "The Darkest Touch"/ O Toque mais escuro, versão em português.

Pelos vistos a editora HQN, achou que era mais interessante lançar em português o livro Wicked Nights/ Noites Perversas, da série "Angels of the Dark". Decisões de gestão, presumo. Nada contra... apenas a opinião de que o livro é, de facto, engraçado mas, não é nada de especial quando o comparamos com outros da mesma autora.

Tal como é referido, no Algodão Doce para o Cérebro, a Série Angels of the Dark  é um spin-off da Série Senhores do Submundo que conta as aventuras e desventuras dos Anjos, a começar pelo Zacharel que deu a sua contribuição para as dores de cabeça do Aeron (no The Darkest Passion/Paixão mais escura enquanto o Lysander andava a braços com uma Harpia louvada da breca).

Na minha opinião, os spin-offs normalmente têm um problema, que é o facto das personagens terem de ser fortes o suficiente para ganharem autonomia face à obra principal. Para se conseguir isto, um instrumento bastante utilizado é a chamada "participação especial", em que a malta vai à obra principal buscar uma ou outra personagem para aparecer na obra secundária. No fundo foi isto que a Gena Showalter fez ao escrever a pequena novela "The Darkest Angel ", no Heart of the Darkness e na antologia Dark Beginnings, que é sobre o Lysander e conta com a participação especial do Páris.

Como, regra geral, eu leio estes livros na versão original (i.e. em inglês), não sei se há ou não há tradução oficial para português mas se estamos a falar do livro "Noites Perversas", então temos de começar pelo principio que é: The Darkest Angel/O Anjo mais Sombrio (de acordo com uma tradução que encontrei aqui). 

Desta Série, o único livro que ainda não li foi o Burning Dawn, que é sobre o Thane mas está na minha lista... só que ainda não cheguei lá. 

Finalmente, têm a noção que eu não tinha planeado escrever nada disto hoje? Aliás, creio que esta semana ainda não escrevi sobre nada do que tinha planeado, o que torna tudo muito mais engraçado e divertido.

Por agora é tudo. Desejo-vos um excelente dia.  

Comentários

  1. Olá :)

    eu como não leio a série (já tive os 6 livros em inglês, novos em casa que comprei num pack a 20€) mas depois nunca mais os peguei e a série foi aumentando e o interesse diminuindo e acabei por revendê-los. Mas isto tudo para dizer que como nunca li, não ando bem a par da ordem que é suposto ler, às vezes com os spin offs, para se perceber melhor alguns livros devem ser lidos intercaladamente, não sei se acontece isso aqui. Só para tentar perceber se poderá ser essa uma das razões para terem lançado o 1º livro de outra trilogia em vez do último da série "Senhores do Submundo".
    Uma amiga minha já perguntou à Harlequin quando vão lançar "o toque mais escuro" e disseram que iam ver, pode ser que até nem demorem muito. Normalmente a Harlequin não publica short-stories portanto não devem publicar o conto do The darkest angel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)

      Muito obrigada pela dica Mafi e seja bem-vinda. ;)

      De facto, o "The Darkest Angel" deveria ser considerado o 1º livro desta série em particular ainda que seja uma história que faz - também - parte da saga dos Senhores do Submundo. Só que esta história é praticamente uma short-story (tem pouco mais de 100 páginas), por isso se não faz parte da política da Harlequin publicarem short-stories, duvido que abram uma excepção para esta. :) Assim sendo, bem hajam os fãs que não se conformam e resolvem o assunto à sua maneira.

      Relativamente à opções de gestão e estratégia de marketing da editora, numa perspetiva meramente técnica pode ser que este adiamento do "Toque mais escuro" seja uma boa opção.

      Eliminar

Enviar um comentário